Páginas do Blog

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ih, broxei! E agora?



Estava tudo indo bem. Você com a mulher da sua vida, ou da sua noite, ou da sua semana. O clima tava quente, o momento maravilhoso, ela suspirando no seu ouvido e de repente você percebe que seu amigão lá de baixo resolve diminuir de tamanho e ficar molenga. 

Olha, meu amigo, se eu fosse você até Pai Nosso eu rezava pra fazer o trem subir de novo. A mulher tá lá toda molhada e você mole? Cadê o seu papel de homem viril? Cadê você em ponto de bala pra meter a noite toda? Cadê?? 

Bom, se você realmente esperava ler isso que acabou de ver no parágrafo acima, com dicas para fazer seu pênis subir milagrosamente... querido homem do pinto mole, não é nada disso. Eu só tenho uma coisa certa para te dizer: AINDA BEM QUE VOCÊ BROXOU.

É isso mesmo. Eu sei que você foi criado em uma sociedade que diz que homem não chora, que homem deve ser forte e insensível, que homem deve satisfazer uma mulher na cama metendo a noite toda e que pau duro é o que realmente importa e nada mais. Eu sei disso. Mas a realidade não é nada disso!

Olha só, quando você broxar, esquece que você tem um pinto e lembre-se que você tem boca, língua, mãos, dedos, etc. A não ser que você pense que sexo é só penetração, aí deve mesmo se preocupar com a ereção, pois você é um idiota. Mas se você é um cara inteligente, gente boa e limpinho (essa parte do “limpinho” é só pra lembrá-los de manter a higiene em dia), sabe muito bem que sexo vai além, muito além, de “pau na buceta”. 

Se você ficou nervoso, ansioso, ou estava cansado e broxou, olhe pra mulher que sorri peladinha pra você e brinque com ela. Façam uma troca de prazer pelo corpo todo, beijos, lábios, grandes lábios, saco, virilha, sexo oral, mãos deslizando pelas coxas, dedos, masturbação. Relaxe, meu amigo. Não tenha pressa.  Dê e receba prazer de outra forma sexual. Broxar pode significar uma ótima oportunidade de fazer a mulher gozar de uma forma inédita na vida dela. E na sua também.

Broxar pode te fazer conhecer sensações que você nunca sentiu antes. Nós mulheres somos mais sensíveis, já que tivemos mais liberdade para sermos assim, então não vamos acusá-los de inúteis na cama, pensar mal de vocês ou sair contando para todo mundo que “o cara broxou, só pode ser viado”. Se uma mulher faz isso, ela é uma imbecil.

Ih, broxou? Ok, agora já sabe o que fazer. Nada de choramingar e virar para o canto. Além de mostrar que você é normal, aproveite a oportunidade e seja feliz!



P.S: Mas olha, se você broxa todo dia e tem problemas de ereção constantemente, acho que pode procurar por ajuda médica, tá?

6 comentários:

  1. Grande texto, Carol Marques! Tema muito bem exposto e escrito!
    Nem só de "Ferro na boneca" vive o sexo... Se fosse assim, como casais homossexuais femininos iriam se satisfazer no sexo??? O contato da pele, mãos, boca, dedo e língua podem proporcionar muitos momentos intensos de prazer! Mais intensos até que uma transa com penetração frenética...

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkk - Eu acho que foi fato acontecido. Se é que vc me entende. ;)

    ResponderExcluir
  3. Pois é, quem nunca broxou? Claro que sim, pois estava estressado, cansado, pensando em outra, bêbado demais. Relaxa! Abra uma cerveja, bata um papo. Faça carícias. Na minha vez que isso aconteceu, o sexo depois foi "brutal". Soubemos controlar a situação. Depois o tesão acumulado explodiu que eu acho que foi melhor do que se tivesse sido de "1ª".

    ResponderExcluir
  4. eu tambem acho que foi fato acontecido, rsrsr, já que pelo que percebo vc escreve muito sobre coisas pelas quais passa não é?!?!!?

    ResponderExcluir
  5. Como dizia o grande sábio Osmano Noronha: enquanto eu tiver língua e dedo mulher nenhuma me põe medo. E tenho dito!

    ResponderExcluir
  6. Carol Marques, valeu mesmo!

    Aconteceu comigo dois dias antes de você postar este artigo. Fiquei muito mal mas fiz sexo oral nela antes e depois de falhar. E ainda a beijei bastante em vários lugares do corpo. Não sei se ela gozou, mas a noite não passou em branco. Vou procurar ajuda médica, de qualquer jeito. Obrigado!

    ResponderExcluir