Páginas do Blog

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

E esta vida é bela, pena que você caga nela

Revoltei. Pronto. Cabou a vida dura. Agora é curtição.

Sempre fui uma garota calma, discreta e nunca falei mal de ninguém (isso é só pra começar o texto, tá?). Quem me conhece sabe. Mas a vida dá voltas e o mundo é uma caixinha de surpresas. Revoltei.

Tava eu lá, séria, como sempre fui, vocês sabem, querendo garantir um futuro melhor para minha pessoa. Até MBA resolvi fazer, que maravilha. MBA da UFU ainda, faculdade federal, sabe como é, ter um nome mais forte no currículo, algo assim. Resolvi também ganhar grana extra. O salário é bom, mas nunca é suficiente, não é mesmo? O MBA custa caro. Tem que ralar, não é mesmo? Quer ser alguém na vida? Sofra. Sério, é assim. Sucesso não vem do nada. Sempre disseram.

Então tá. Olha só, adoro fotografia. Olha só, meu noivo também (viu como sempre fui certinha? Sou mulher de noivar). Então tá, ok. Vamos fazer fotos. Grana extra. Grana fácil? NEM UM POUCO. É ralando mesmo. Trabalhando sábado, domingos e feriados. E de noite, tratando fotos, depois de um longo dia de trabalho. E assim ficou a vida. MBA nos fins de semana, fotos depois das aulas, depois do trabalho rotineiro. Fotos todo dia. E o melhor, a gente criou uma grande paixão pelas fotos, por nossos clientes. Isso é ótimo, não?

Mas o mundo abriu sua Caixa de Pandora naquele dia. Inocentes, honestos, batalhadores, acreditamos naquele cliente boa pinta. Sempre demos certo com nossos clientes, por que não daríamos com ele? Ora... e não é que o safado levou para sua carreira de estelionatário todo nosso equipamento de fotografia comprado com suor? SUOR mesmo, de escorrer no rosto quando as fotografias eram feitas em um dia quente. E de brinde ele levou uma câmera alugada. Que espertos nós fomos! Para garantir qualidade, alugamos essa câmera que foi paga com TODO o dinheiro guardado em poupança para, quem sabe, usarmos no casamento (sou mulher pra casar! Já falei!), ou em uma viagem de Lua de Mel, ou em alguns bons meses de aluguel antecipado de nossa futura casa.

Pandora, ah, Pandora e sua caixa de surpresas agindo neste mundo de ninguém. Neste mundo materialista onde nem dinheiro honesto vale a pena ter, pois ele pode ir embora de um dia para o outro sem você ter usado 1 realzinho dele, nem balinha comprou.

O mundo que me aguarde. Carolina está revoltada. Sei das voltas que esse mundo dá e sou escorpiana. A vingança faz parte de minha alma. Eu não farei nada, mas meus santos farão. Aqui se faz, aqui se paga. E não venha me falar em Deus. Não venha me dizer que um senhor barbudo cuidará de tudo, porque dessa vez ele ficará de fora com seus anjinhos no paraíso com 40 virgens (são 40 mesmo?). Não me venha dizer que poderia ter sido pior, eu sei que poderia, ah, como sei! Mas a vida te dá um presente que pode não servir a qualquer momento. E nem sempre tem como trocar.

Portanto, começarei do zero. Farei tudo novamente. Mas dessa vez serei mais intensa. Dessa vez aproveitarei mais. A vida está aqui para ser curtida, não existe poupança da vida pra ser usada mais tarde. É agora. É a hora.

E que venham todos os prazeres deste mundo. Nada me escapará. Dessa vez Pandora e aquela serpente da Eva serão minhas melhores amigas.


Tomaremos chá juntas. 



4 comentários:

  1. Por favor... não se revolte contra Deus. Na minha opinião foi seu único erro nesse texto. Faça outro pequeno texto pedindo desculpas.

    ResponderExcluir
  2. Mas comassim? O Cara roubou o equipamento de vcs? Mas como? Tô chocada!!! Mas tô contigo!!! Que ódio desse doido!!!

    ResponderExcluir