Páginas do Blog

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Me amou por dó

Eu não preciso que você fique comigo, nem que você me faça feliz. Eu nunca precisei saber das suas dúvidas do seu amor por mim. Eu nunca te pedi para fingir seus sentimentos.

Você é idiota. Por mim você poderia ter sumido de vez, e não aparecido para saber como estou.

Por que você quer saber como estou? O que você quer de mim?

Você não é nenhum herói que vem ao mundo para fazer as garotas felizes, muito menos meu herói. Nunca foi.

Você foi apenas mais uma pessoa importante, e pessoas importantes um dia se vão para dar lugar à outras. É o ciclo da vida.

Rio da sua cara quando vejo uma mensagem, um email ou um bilhete pedindo para eu ficar feliz. Eu não preciso da sua compaixão e estou feliz.

Não lhe devo felicidade. Não lhe devo satisfação e você não tem de saber como estou. Já falei, você não é meu herói.

Tenho cara de sofrimento? Tenho cara de precisar de você para viver? Você é água ou comida? Não. Você é só um ser humano macho que tem dó de mim.

Dó de mim. Me amou por dó.

Ninguém tenta gostar de ninguém. Eu nunca quis que você tentasse gostar de mim e nunca precisei disso.

Eu não preciso de saber que já posso viver um outro amor. Eu já sei disso há muito tempo.

Por que você ainda está aqui? Já não está na hora de você desaparecer? Mas desapareça sem avisar. Suma, apenas.

Texto que dedico para Fulana e Analuf. Não posso citar o nome de vocês, mas posso escrever o que gostaria que vocês falassem.

Um comentário: